browser icon
You are using an insecure version of your web browser. Please update your browser!
Using an outdated browser makes your computer unsafe. For a safer, faster, more enjoyable user experience, please update your browser today or try a newer browser.

Forjamento x Desbaste

          A boa e velha discussão entre faca forjada versos faca desbastada na cutelaria artesanal atraí vários cuteleiros, pois este assunto é gostoso e polemico ao mesmo tempo, tem quem tenha suas preferências e outros que gostam dos dois métodos.

          Porém do ponto de vista metalúrgico existem diferenças sim, mais isso não significa que um método seja melhor do que o outro. Apenas que existem resultados diferentes em alguns poucos casos. Porém não podemos esquecer-nos do tratamento térmico que é a alma do aço e dá personalidade a faca e por isso deve sempre ser muito bem feito, pois caso contrário o resultado não será satisfatório.

          No caso da forja a grande vantagem é poder trabalhar o aço nas mais diversas formas e o resultado final da forja já fica bem próximo do desejado. Com isso se ganha flexibilidade e tempo na fabricação, além de menos desgaste dos equipamentos utilizados. Este método possuí também a vantagem de se poder trabalhar com barras redondas, chatas com espessura grossa e outras geometrias.

          Com a forja os aços ganham com a transformação das moléculas de forma positiva, fazendo com que o aço adquira características mais resistentes e após os  tratamentos térmicos este possa atender ao propósito que foi projetado. Porém na construção de facas se ganha muito pouco, pois os esforços com que as facas são submetidas não se comparam a peças mecânicas de motores e máquinas. Portanto na cutelaria artesanal o método a ser utilizado vai do gosto e habilidades do cuteleiro. Bem verdade que na forja fica mais fácil de danificar o aço gerando uma faca com baixa qualidade.

          Desta forma podemos concluir que não existe melhor nem pior, cabe sim ao artista descobrir qual o melhor método para chegar ao resultado esperado pelo seu cliente e ou por ele mesmo. O segredo é estudar e pesquisar sempre, além é claro de muito prática e experimentos na oficina.

          Em breve falaremos a respeito de cada aço e vamos buscar na metalurgia respostas para cada aço empregado na cutelaria assim como resultados práticos dos melhores cuteleiros.

          Convido você a deixar sua opinião e experiência com estes métodos.


2 Responses to Forjamento x Desbaste

  1. Rafael

    conhecem alguem q faz armaduras?ou onde posso pedir uma emcomenda?

    • newton

      Rafael, obrigado pela visita. Infelizmente não conheço ninguém que faça armaduras.
      Boa sorte!
      Newton

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *